Aprenda comandos e brincadeiras para passar o tempo com o pet em casa

(Fotolia)
Lívia Marra

Nada melhor do que a companhia do bichinho de estimação. Propor ao cãozinho brincadeiras e ensinar a ele alguns truques —como comandos para sentar ou dar a pata— são boas opções para passar o tempo juntos.

A diversão pode ir além do passeio pelo bairro ou a tradicional bolinha. Para gastar a energia em casa, vale incluir brincadeiras que permitam ao animal usar seus instintos, uma espécie de esconde-esconde com petiscos, por exemplo.

Já para ensinar comandos, é preciso tempo, paciência e recompensa —alguma coisa que o cachorro goste muito —seja petisco ou ração, diz Joilva Duarte, franqueada e adestradora da Cão Cidadão e que dá abaixo algumas dicas de truques e brincadeiras para fazer dentro de casa. Pode ser divertido para todos!

BRINCADEIRAS

– Refeição – transforme a refeição em uma brincadeira. Em vez de colocar no pote toda a ração, espalhe ela pela casa e faça uma espécie de “caça-ração” com o animal. Ele vai comer, gastar energia e se divertir.

– Estímulos mental e físico – brinquedos que liberam petiscos, como o Kong (tradicional ou wobbler) e a Pet Ball (da Pet Games) são ótimos para estimular mentalmente e fisicamente o pet e ainda diverti-lo. Se ele for destruidor ou engolir pedaços de brinquedos destruídos, uma boa opção são os produtos da Nylobone e Buddy Toys, por serem mais resistentes e duráveis. Outra opção também são os brinquedos mastigáveis e comestíveis.

– Para destruidores – se o prazer do cãozinho é somente a destruição, sem correr o risco de comer pedaços do objeto, o tutor pode investir em itens de reciclagem, como as garrafas pet com petisco dentro —tire o rótulo e a tampa— ou caixas de papelão. Ele pode se divertir até com coco verde aberto para despedaçar.

– Cabo de guerra – você também pode fazer um cabo de guerra amarrando um brinquedo preso a um elástico resistente em um ponto fixo, como uma grade de sacada, por exemplo.

COMANDOS

Para ensinar truques, você vai precisar de uma recompensa —algo que o seu pet adore: pode ser uma fruta, petisco ou a própria ração). Também são necessários tempo disponível e paciência.

Aprenda alguns truques, segundo a adestradora da Cão Cidadão:

– Senta – se posicione na frente de seu pet, coloque o petisco na mão, na altura do focinho dele, eleve o petisco um pouco acima do focinho e dê uma leve forçada para trás. Normalmente, nesse momento, ele encostará o bumbum no chão e é o que chamamos de “senta”. Assim que ele fizer o que você espera, dê a ele o petisco e diga “muito bem”. Dessa forma ele entenderá que está no caminho certo e passará a repetir o bom comportamento. Depois de algumas tentativas comece a dizer o nome do comando para que ele o associe ao ato. Quando ele entender, é porque aprendeu.

– Dar a pata – com o pet sentado, se posicione na frente dele com o petisco na mão semiaberta, entre o focinho e a pata, sem deixá-lo pegar o petisco. Provavelmente ele vai levantar a pata na direção da sua mão. Quando ele fizer isso, recompense o amigo e diga “muito bem”. Depois de algumas repetições, diga “pata” para que o animal faça mais rapidamente a associação da palavra e do ato.

– Buscar – pegue um brinquedo que o animal goste muito, interaja e, quando ele estiver bem animado, jogue este passatempo e diga “busca”, para que ele vá correndo pegar e traga para você.

– Solta – quando o seu pet estiver de volta com o brinquedo na boca, pegue um pedacinho de petisco na mão, coloque no focinho dele e diga “solta”. Assim que ele soltar, você recompensa com o petisco.

– Deita – com o pet sentado, encoste o petisco no focinho dele e vá baixando bem devagar, conforme ele for acompanhando com o corpo. Quando estiver com a barriga encostada no chão, dê a recompensa.