No Dia Nacional dos Animais, saiba como cuidar bem do pet

Lívia Marra

O Dia Nacional dos Animais é lembrado neste sábado (14). O objetivo é conscientizar sobre os cuidados e direitos dos animais —domésticos ou não.

Ainda há muito a ser feito, especialmente para coibir e punir maus-tratos —o que inclui o abandono de cães e gatos.

E, sim, eles merecem ser muito bem cuidados. Afinal, é uma troca. E os pets fazem bem à nossa saúde.

Como cuidar bem do animal de estimação? Para algumas pessoas, oferecer uma bolinha para brincar e as refeições já é suficiente. Mas não é. Ele precisa de carinho, lazer, alimentação adequada e cuidados veterinários.

Veja alguns cuidados:

-Quer um animal de estimação? Primeiro, leve em conta que um cachorro vive, em média, 12 anos. Cheque se o animal é compatível ao estilo de vida da sua família. E todos na casa devem estar de acordo em receber o novo integrante

-Abuso e maus-tratos são crimes previstos em lei. Se vir animal sendo agredido, denuncie. Também são considerados maus-tratos deixar o animal preso o tempo todo com corrente curta, em local minúsculo e com pouca mobilidade, sempre exposto a sol e chuva ou sem comida e água

-Ofereça alimentação adequada, que leve em conta suas necessidades —como idade, porte e saúde. E lembre-se: petiscos são petiscos. Não devem ser oferecidos de forma exagerada

-Vacine seu animal. Imunizado, ele será sempre uma companhia presente e não oferecerá riscos à família. Algumas doenças, como a raiva, é fatal e pode ser transmitida aos humanos. Manter a medicação contra pulgas e carrapatos, sob orientação do veterinário, é igualmente importante

-Castre o pet. Isso evita ninhadas indesejadas —e eventuais abandonos. A castracao também evita doenças em fêmeas e machos

-Garanta a boa saúde psicológica do peludo. Animais precisam de atenção e de carinho. Reserve um momento no dia para brincar com ele

-Ofereça brinquedos e brincadeiras que estimulem o animal menta é fisicamente. Há produtos recheáveis ou outros bem resistentes —para aqueles mais destruidores

-Passeie com o pet. Além de ser uma delícia, ele gasta energia! Mas leve uma garrafinha de água, mantenha o pet hidratado e fique atento com a temperatura do solo, para que ele não queime as patinhas

-Filhotes e animais idosos precisam de atenção extra. São mais suscetíveis e doenças e devem ser tratamento adequado

-Pode mimar, sim, seu cachorro. Mas isso não significa fazer tudo o que ele que ele quer. Dividir chocolate com ele, por exemplo, pode ser um risco. Brinque, passeie, dê carinho, alimentos liberados para as condições de saúde dele. O retorno é amor verdadeiro

*

Além do Dia Nacional dos Animais, lembrado neste 14 de março, outra data é bastante celebrada: o 4 de outubro, Dia Mundial dos Animais

*

Siga o Bom Pra Cachorro no Facebook, no Instagram ou no Twitter.

Quer ver a história do seu pet publicada ou quer sugerir reportagem? Mande para bompracachorroblog@gmail.com  ou marque no Instagram