Cachorro na praia é proibido e pode render multa em algumas cidades do país

Por Lívia Marra
 – Leia também: Na praia, otite, alergias e verme do coração são riscos



Levar o pet na viagem deixa o passeio muito melhor, mas é preciso atenção se o destino for o litoral, já que algumas cidades não permitem animais na areia.

O veto varia conforme o município e prevê advertência e multas.

O Bom Pra Cachorro procurou cinco prefeituras, e a proibição foi unânime.

Em Santos, litoral paulista, lei municipal permite a presença de cães e gatos na faixa de areia apenas de estiverem no colo do condutor. Caso contrário, a multa é de R$ 321.

Em Ubatuba, litoral norte do Estado, animais não podem ir às praias, e as multas variam de R$ 250 a R$ 250 mil –o valor máximo, até hoje nunca aplicado, é previsto em casos extremamente graves, com várias reincidências na mesma infração. Segundo a administração municipal, equipes farão trabalho educativo nos finais de semana de janeiro e, se necessário, autuações.

Animais também são proibidos nas areias das praias do Rio de Janeiro, conforme decreto de 2008. Não há multa, mas a Guarda Municipal orienta e pede ao tutor que o animal seja retirado da área. A circulação no calçadão é livre.

O mesmo acontece em Salvador. Não há punição ao tutor ou recolhimento do animal, mas fiscais advertem e pedem que o bichinho deixe as areias.

Em Itajaí (SC), a prefeitura também pede que a praia fique reservada a humanos. Há lei, porém não não regulamentada e, por isso, sem punição.

X

CUIDADOS

Se, por um lado, o argumento para vetar animais nas praias é o risco de transmissão de doenças aos humanos, especialmente por meio das fezes, a combinação água salgada, sol e areia também representa risco aos pets.

Praia pode ser fonte de otites, conjuntivite, problemas dermatológicos e da dirofilariose, doença também conhecida como verme do coração —que pode ser evitada com vermifugação, por isso o veterinário deve ser consultado antes da viagem.

Caes também precisam protetor solar contra câncer e devem evitar exposição entre as 10h e as 16h. Alem disso, o solo quente pode queimar as almofadas das patinhas.

Hidratação é fundamental. E, depois da brincadeira na praia, o bichinho deve tomar um bom banho para tirar todo sal e areia —mas é importante tomar cuidado com o ouvido e secar bem o animal.

DIVERSÃO

Não é só no Brasil que algumas praias são vetadas pra animais. No entanto, outras que recebem os pets têm diversão para a família toda.

Nos Estados Unidos há praias que até sediam campeonatos de surfe para cães. Na Europa existem praias abertas no verão especialmente para cachorros. Relembre abaixo fotos da Croácia:

X