Tutor reencontra cadela roubada após 2 anos

Por Lívia Marra

Uma cadela de 12 anos, que havia sido levada em 2015 por assaltantes, voltou a reencontrar o tutor, no Rio de Janeiro, na semana passada.

“Confesso que eu estava perdendo a esperança de reencontrá-la”, disse Hélio Pereira, 74, ao Bom Pra Cachorro.

O retorno de Luna contou com a ajuda das redes sociais. No dia 29 de setembro, a protetora Newa Medeiros de Carvalho, 34, recebeu a cadela de uma pessoa que encontrou o animal —e também procurou ajudar—, e no dia 2 de outubro a família estava novamente reunida.

“Foi uma corrente do bem”, afirma Newa.

X

Ao receber a cadela, que tem um tumor na patinha, a protetora teve relatos  de que ela havia encontrada em um veículo roubado, há cerca de dois anos. Decidiu, então, publicar a história em sua página.

“Resolvi postar o pedido de ajuda para ver se encontrava os verdadeiros donos. Uma menina  achou a postagem do seu Hélio, de 2015, e me mandou”, afirma.

Após o assalto, o tutor também     recorreu às redes atrás de Luna. Na mensagem, ele dizia que a shih-tzu é muito querida pela família e era de sua mulher, que já morreu.

A partir dos contatos deixados nessa mensagem antiga, o tutor foi localizado. A cor da pelagem e o formato da boquinha ajudaram a confirmar que se tratava mesmo de Luna.

“Ela tinha sido levada num assalto a mão armada, no meu portão, no carro do banho e tosa. O assaltante não quis saber de nossos apelos para que não levasse a cachorrinha”, relembra Hélio.

O reencontro foi comovente. Em vídeo publicado por Newa, Luna parece estar muito feliz.

“O que chamou a atenção é que ela era muito quieta. Ela é quase 100% surda e tem catarata. Mas quando ela viu o dono, se transformou”, diz Newa.

Para a protetora, o caso de Luna inspira tutores na mesma situação a não desistir da busca. “Espero que muitas famílias renovem sua esperança em achar seus animais perdidos.”