Vira-latas espalham histórias fofas em rede social; entenda

Por Lívia Marra

Nos últimos dias, fotos de vira-latas e histórias fofas de adoção tomaram conta de redes sociais, com a hashtag #posteseuviralata.

Foi a forma encontrada para mostrar que eles são especiais e enchem de amor a vida dos tutores.

Mas a campanha ganhou força em meio a uma polêmica. Na quarta (4), um evento de adoção promovido por Luisa Mell na zona sul de São Paulo teve grande procura, mas muitos interessados desistiram ao saber que não estariam disponíveis ali cachorrinhos de raça, resgatados dias antes.

“Não queremos aqui fazer juízo de valor sobre a decisão de alguém adotar um cão vira-latas ou um de raça. Porém, infelizmente, a fila que dobrava o quarteirão se dissipou rapidamente quando dissemos que não haveriam cães de raça no evento. Haviam, porém, lindos vira-latas, com histórias tristes anteriores ao nosso resgate, que precisavam tanto quando os de raça de um lar e de uma família”, diz a página do Instituto Luisa Mell, que acolhe animais abandonados e vítimas de maus-tratos.

Desde então, a campanha espalha vira-latas (e amor) pela internet. Veja alguns: