Frida, famosa por resgates no México, pode se aposentar no próximo ano

Ela é determinada, corajosa e tem no currículo um histórico de resgates bem-sucedidos. Frida, 7, é integrante da Unidade Canina da Marinha Armada mexicana e ficou  conhecida após os últimos terremotos que atingiram o país.

Fotos da labradora durante buscas a vítimas em meio a escombros se espalharam. Colegas militares e humanos comuns reconhecem o empenho da cadela e sempre que podem tentam tirar uma foto com ela. 

Segundo a agência France-Presse, um morador de Tamaulipas até fez uma tatuagem da labradora em seu braço.

Além da recente atuação na escola  Enrique Rebsamen, que desabou devido na Cidade do México,  Frida também já salvou pessoas após o terremoto no Equador.  

Porém, a hora de descansar pode estar próxima. Seu treinador, o terceiro mestre de Infantaria da Marinha, Israel Arauz, disse à agência de notícias que ela deve aposentar no próximo ano, aos oito anos.

“Para mim, é uma honra orientá-la nessas missões”, diz.

 PROTEÇÃO 

Antes de subir nos escombros em busca de vidas, usando seu poderoso olfato, Frida recebe óculos de proteção e botinhas.

“Ela nos dá alegria, ternura a esperança. E os civis a saúdam e aplaudem nas ruas”, disse um soldado à France apresse enquanto fazia carinho na barriga da cadela.