Mel foi passear e Laila, tomar vacina; SPAnimal reúne pets e tutores

Por Lívia Marra

Sob céu azul e sol quente, cães, gatos e tutores lotaram a praça Charles Miller (zona oeste de São Paulo), na manhã deste domingo (27), em busca de serviços como vacinação e emissão de RGA ou apenas diversão.

Foi o caso da shih-tzu Nina, 7. Com vestido vermelho de bolinhas brancas, ela aguardava com o tutor, Vitor Freitas, 23, por um brinde no SPAnimal.

A pit bull Mel, 2, e a fila Dara, 1, impressionavam pelo tamanho, embora sejam tranquilas, diz a moradora de Mairiporã Rosana Almeida, que veio à capital paulista com a família para passear no evento.

X

O SPAnimal, organizado pela prefeitura com apoio da iniciativa privada, contou ainda com caminhada e orientação sob guarda responsável e dicas para quem quer adotar um bichinho.

Em uma das filas de serviços, a professora Carla Batista, de Taboão da Serra, carregava uma gatinha de um ano no colo e outra, de sete meses, em uma caixinha –ambas adotadas. Ao blog, ela contou que outra pessoa da família aguardava na fila de vacinação com duas cadelas: Clara, 9, uma ‘pit lata’, e a shih tzu Laila, 8.

DORIA E LOLA

O prefeito João Doria (PSDB) esteve no evento com um de seus pets –a cadela Lola.

“Animais ajudam a compor a família”, afirmou o prefeito à imprensa.

Doria tem cinco cães: três da raça samoieda –Lola, Ozzy e Bela–, um pastor branco suíço chamado Bob, e um maltês –de nome Florzinha.

Em entrevista no evento, o prefeito lembrou  que pets trazem benefícios e auxiliam, por exemplo, na estabilidade emocional.

Prefeito fala sobre o evento (Lívia Marra/Folhapress)

NA PRAÇA

Para aguentar o calor, havia bebedouros para os cães e área coberta de descanso para pets e humanos.

Entre as orientações, a ONG Ampara Animal exibia dicas a crianças e distribuía o “Guia do bem-estar e guarda responsável”.

VACINAÇÃO E RGA

Assim como vacinação, a procura por emissão do RGA (Registro Geral Animal) era grande no evento.

Mas, além do SPAnimal, a imunização contra a raiva pode ser feita durante todo o ano. A campanha de vacinação da prefeitura, que conta também com postos volantes, vai até o dia 3 de setembro.

Já o RGA é obrigatório por lei municipal. O documento é único e permanente e, emm caso de perda ou extravio da plaqueta, a segunda via deve ser providenciada no Centro de Controle de Zoonoses ou em um dos estabelecimentos veterinários credenciados –com mesmo número anterior. A orientação é que os pets também usem uma identificação na coleira com nome e telefone do tutor. O documento também pode ser feito no CCZ ou em um dos estabelecimentos veterinários credenciados pela prefeitura, e é gratuito.