Previsão de chuva adia SPAnimal; evento terá vacinação, registro, guarda responsável e caminhada

Por Lívia Marra

Texto atualizado em 17/08/2017 – 18h10 

A previsão de chuva para o próximo domingo (20) levou a prefeitura a adiar para dia 27 as atividades do SPAnimal, na praça Charles Miller, no Pacaembu, zona oeste de São Paulo.

O evento  terá vacinação contra raiva, emissão do RGA, microchipagem, informações sobre guarda responsável e uma caminhada de 1,5 km na região.

As ações, que serão realizadas das 9h às 13h, marcam a campanha de vacinação contra a raiva no município, além da propor uma confraternização entre famílias e pets.

No local, segundo a prefeitura, também serão oferecidas orientações sobre guarda responsável, haverá food trucks, bebedouro para cães, área de descanso e ambulâncias para pets em casos de emergência. Cães do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) participarão do evento e da caminhada, para estimular a adoção.

De acordo com a administração municipal, pesquisa feita pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, da USP, mostra que, em 2016, 44,3% dos domicílios brasileiros tinham ao menos um cão, e 17,7% ao menos um gato.

ATIVIDADES

Saiba mais sobre algumas das atividades do SPAnimal:

– Vacinação antirrábica – o evento marca a campanha deste ano. Devem ser imunizados cães e gatos saudáveis, a partir dos três meses. A raiva não tem cura e pode ser transmitida aos humanos por arranhões, mordidas ou lambeduras. Animais domésticos podem ser contaminados ao caçar um morcego, por exemplo, ou ao ter contato com outro mamífero doente, como gato ou sagui. Segundo a prefeitura, apesar de ser realizada anualmente,  o número de bichinhos vacinados na campanha vem diminuindo desde 2010 –a vacinação é a única forma eficaz de controlar a doença. O ideal é que o tutor leve a caderneta de vacinação. Cães bravos devem usar focinheira.

– Registro Geral Animal – durante o evento, o tutor pode fazer o RGA gratuitamente. Basta apresentar CPF, RG, atestado de vacina contra raiva emitido e assinado por médico veterinário ou comprovante do CCZ expedido nos 12 meses anteriores. O registro, único e permanente, é obrigatório por lei municipal. Em caso de perda ou extravio da plaqueta, a segunda via deve ser providenciada no CCZ ou em um dos estabelecimentos veterinários credenciados –com mesmo número anterior. A orientação é que os pets também usem uma identificação na coleira com nome e telefone do tutor. O documento também pode ser feito no CCZ ou em um dos estabelecimentos veterinários credenciados pela prefeitura, e é gratuito.

– Microchipagem – alguns pets poderão receber microchip gratuitamente no SPAnimal, mediante apresentação do RGA. Assim como a plaquinha de identificação, o equipamento –pouco maior que um grão de arroz– aumenta as chances de localizar o bichinho, caso ele se perca. É aplicado por uma agulha e causa o mesmo desconforto de uma injeção.

– Adoção – Cães abrigados no CCZ vão partici- Guarda responsável – a prefeitura ressalta que, antes de adotar, o candidato deve ter em mente que o animal viverá cerca de 12 anos e que precisará de todos os cuidados –saúde e lazer estão nessa lista.  Tamanho e comportamento devem ser levados em conta na hora da escolha. par da caminhada, prevista para ocorrer das 10h às 11h, da avenida Pacaembu até a rua Dr. Veiga Filho. A ideia é que o público possa conhecer os animais, e aumente o interesse por adoção. No entanto, quem quiser levar um bichinho para casa, deve procurar o Centro de Zoonoses –que tem cerca de 300 animais. Todos são vacinados, castrados, microchipados e vermifugados. O local atende de segunda a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 15h –exceto aos feriados. O candidato passa por entrevista e deve apresentar CPF, RG, comprovante de residência e levar coleira ou caixa de transorte (para os gatos). Também é preciso pagar a taxa municipal, de R$ 21. O CCZ fica na rua Santa Eulália, 86, em Santana. O telefone é o (11) 3397-8900.

A prefeitura ressalta que, antes de adotar, o candidato deve ter em mente que o animal viverá cerca de 12 anos e que precisará de todos os cuidados –saúde e lazer estão nessa lista.  Tamanho e comportamento devem ser levados em conta na hora da escolha.