Santos faz campanha de vacinação contra raiva até 30 de setembro

Por Lívia Marra

A cidade de Santos, no litoral paulista, realiza até o dia 30 de setembro a campanha de vacinação contra a raiva em cães e gatos.

A doença não tem cura e pode ser transmita aos humanos.

Segundo a prefeitura, o município tem população estimada de mais de 40 mil animais, e a meta é imunizar 80% deles. No ano passado, a cobertura atingiu 86%.

A vacinação ocorre de segunda a sexta, das 9h às 16h, na Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses, na avenida Pinheiro Machado, 580, Marapé.

Haverá postos volantes, em cronograma que ainda será anunciado. 

Na capital paulista, a campanha de vacinação organizada pela prefeitura está prevista para 14 de agosto, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. Também há pontos fixos de vacinação, que funcionam durante todo o ano.

RAIVA

A raiva não tem cura, e a vacinação é a única forma eficaz de controlar a doença.

Devem tomar a dose animais sadios com mais de três meses. Bichinhos que estejam em tratamento, tomando medicamentos, devem esperar a recuperação para serem imunizados.

Como qualquer medicamento, a vacina pode dar reações, mas geralmente não são graves.

FOI MORDIDO?

A raiva afeta o sistema nervoso e é transmitida pela saliva.

Animais domésticos podem ser contaminados ao caçar um morcego, por exemplo, ou ao ter contato com outro mamífero doente, como gato ou sagui.

Mordidas, arranhões ou lambeduras podem transmitir a doença ao homem.

Em qualquer dessas situações, a pessoa deve procurar atendimento médico, caso o animal não seja conhecido ou não esteja vacinado.