Jovem disfarça cachorro de bebê para levar animal até a avó em hospital 

Por Lívia Marra

A jovem Shelby Hennick, 21, tomou uma atitude polêmica para alegrar sua avó, que estava internada: disfarçou Patsy como um bebê e levou a cadela ao hospital, nos Estados Unidos.

Apesar da permissão para cães de serviço, muitas unidades de saúde não aceitam a presença de animais de estimação devido a riscos de infecções aos pacientes.

Shelby, que é técnica veterinária, não teve dúvidas: embrulhou a cadelinha em uma manta e, simulando segurar uma criança, entrou com Patsy. Como os funcionários do hospital já se lembravam da família, não foi difícil acessar o quarto onde estava a avó, em tratamento após sofrer reação devido a um medicamento.

Ao site “BuzzFeed” a jovem afirmou que a cadela ficou quietinha no trajeto. Segundo ela, a avó tem uma ligação muito forte com Patsy, adotada há cerca de 13 anos, quando tinha poucas semanas de vida.

As fotos de Patsy em seu colo como um bebê e na cama com a tutora foram publicadas por Shelby em rede social e dividiram opiniões.

Uma internauta escreveu já ter feito o mesmo, mas contado  com a ajuda de uma enfermeira para esconder o animal; outro disse que gostaria de ter feito o mesmo pela avó, que morreu.

Teve também quem discordou da atitude.  Alguns internautas  afirmaram que a presença de animais pode agravar o quadro de pacientes alérgicos ou com o sistema imunológico debilitado, por isso as regras devem ser seguidas.