Conselho defende atuação do médico veterinário em loja e recorre de decisão do STJ

Por Lívia Marra

O CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária) decidiu recorrer da decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que desobriga a presença de responsável técnico e do registro junto aos Conselhos Regionais dos estabelecimentos que comercializam animais e produtos de uso veterinário

A decisão do STJ, de abril, é resultado de processo movido por empresas do setor contra o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo.

Segundo o CFMV, a presença do profissional é prevista em lei e é importante para assegurar a saúde e o bem-estar do animal e a saúde pública.

“Sem nenhuma sombra de dúvida, a decisão do STJ quebra o que está sendo preconizado mundialmente, que é o conceito da Saúde Única. Demonstra, acima de tudo, insensibilidade para com os animais, a natureza e o próprio ser humano, na medida em que prioriza o comércio, e, o que é pior, de forma desregulamentada”, disse Benedito Fortes de Arruda, presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária, ao Bom Pra Cachorro.