Cães pegam bolinhas e se divertem no Brasil Open de Tênis; veja fotos

Por Lívia Marra

Cães para adoção participaram neste sábado (4) do Brasil Open de Tênis, em São Paulo, como CãoDulas, ou seja, cães gandulas. Eles se divertiram pegando bolinhas, mas o objetivo da ação também é achar um lar para os animais.

Abrigados pelas ONGs Projeto Segunda Chance e Cão Sem Dono, seis bichinhos foram treinados para pegar e devolver bolinhas.

Neste sábado, a brincadeira aconteceu  durante um bate-bola entre o duplista Marcelo Demoliner, nas semifinais do torneio, e o capitão do Brasil na Copa Davis, João Zwetsch.

Os cães voltam ao evento neste domingo (5), dia da final.

X

“Não esperamos que esses cães sejam ‘profissionais’ em quadra, mas que façam uma atividade da qual gostam e mostrem ao público que eles podem ser grandes companheiros do homem. No ano passado, por exemplo, tivemos um cão que não quis devolver a bolinha. E o público se divertiu, aplaudiu. O importante não é o ‘trabalho’ que estão fazendo, mas a brincadeira saudável junto aos tenistas”, disse ao blog Madalena Spinazzola, diretora de planejamento estratégico e marketing corporativo da PremieR pet, empresa que lidera o projeto.

No ano passado, CãoDulas já atuaram, com sucesso, na competição. Os quatro animais que estiveram na ação hoje têm uma família.

Quem quiser adotar um CãoDula pode entrar em contato com a PremieR pelo telefone 0800-55-6666, de segunda à sexta das 8h30 às 17h30. Mas as ONGs Cão Sem Dono e Projeto Segunda Chance têm vários outros bichinhos à espera de uma família.

Para ler mais sobre tênis, a dica é o blog Primeiro Serviço 🙂