Doada a paratleta, golden Paçoca ajuda nas atividades do dia a dia

Por Lívia Marra

A golden retriever Paçoca tem dois anos e foi treinada durante um ano e oito meses para se tornar um cão-assistência. Nesta segunda (13), a cadela foi doada em São Paulo ao paratleta Lucas França Couto Junqueira, da Seleção Brasileira Paralímpica de Rugby, e vai ajudá-lo em funções do dia a dia, como na transferência da cadeira de rodas para a cama, acender e apagar a luz ou pegar objetos.

Junqueira ficou tetraplégico em 2009, quando sofreu um acidente de mergulho na praia de Ponta Negra (RN).

Treinada em um programa da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), Paçoca conheceu Junqueira em agosto passado. Desde então, passaram por uma adaptação e, agora, ficarão definitivamente juntos.

“Eu tive uma lesão medular e perdi os movimentos e a sensibilidade do pescoço para baixo. Por isso que ela ajuda muito na minha independência e autonomia”, diz o atleta. “Depois do acidente, o que a gente mais busca é voltar a ter independência, e a Paçoca está me ajudando nisso.”

Segundo o governo do Estado, foi o primeiro animal doado do Genocão, projeto desenvolvido pela AACD para exercer a função de cão-assistência e coterapeutas às pessoas com deficiência  e financiado pelo Fundo Estadual de Interesses Difusos, vinculado à Secretaria estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania.

X