Pit bull é um dos animais à espera de adoção no CCZ do Distrito Federal; veja fotos 

Mais de 20 bichinhos aguardam por adoção nos recintos do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) do Distrito Federal. São animais abandonados, resgatados em situação de maus-tratos ou que estavam em risco de doença. Agora estão saudáveis, vacinados e em busca de um lar.

Segundo o governo de Brasília, até a última quarta (4) estavam no local 14 gatos filhotes e dez cães adultos, entre eles um pit bull macho com problemas degenerativos na córnea, encontrado em agosto, quando invadiu o Centro Educacional 2 de Planaltina.

“Como ele tem temperamento forte, as pessoas não têm tanto interesse, mas pode ser recuperado e tem potencial para que a condição visual regrida”, diz o médico veterinário da Diretoria de Vigilância Ambiental, Laurício Monteiro.

Segundo o governo, entre os animais saudáveis, dois ainda inspiram cuidados: uma das seis cadelas adultas tem um tipo de câncer canino sexualmente contagioso e outra com miíase cutânea, um tipo de ferida com tratamento simples.

Monteiro afirma que, em caso de adoção, a cadela com câncer terá garantia de mais cinco doses do tratamento de quimioterapia.

COMO ADOTAR?

O interessado em levar um animalzinho para casa precisa ter mais de 18 anos e ir ao canil munido com comprovante de residência, carteira de habilidade ou habilitação.

O adotante também deve assinar o termo de posse –o que significa que garantirá os cuidados do animal, como alimentação, assistência veterinária e lazer.

O Centro de Controle de Zoonoses do DF funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, na estrada do Contorno do Bosque, Setor de Áreas Isoladas Norte, Área Especial, Lote 4 (entre o Setor Militar Urbano e o Hospital de Apoio de Brasília).