Gestão Doria aproveita campanha alvo de polêmica e adapta ‘Gente boa adota mais um’

Por Lívia Marra

Diante da repercussão em torno da campanha ‘Gente boa também mata’, sobre trânsito seguro e veiculada pelo governo federal, a Prefeitura de São Paulo adaptou o slogan para ‘Gente boa adota mais um’, para promover nas redes sociais a adoção dos animais abrigados no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

“Quem resgata animais na rua pode matar” é uma das peças controversas do governo federal. Todas são seguidas por “Não use o celular ao volante. Gente boa também mata”.

Para incentivar a adoção de cães e gatos, a Secretaria Municipal de Saúde publicou em rede social imagem semelhante à usada na campanha sobre trânsito. Mas a frase muda para ‘Quem resgata animais na rua pode adotar’.

De acordo com a pasta, responsável pelo CCZ, são mais de 300 animais em busca de novo lar. Para adotar é preciso ter mais de 18 anos, levar comprovante de residência, RG, CPF e coleira ou caixa para o transporte, além de pagar uma taxa municipal. O endereço é rua Santa Eulália, 86, em Santana. O local funciona de segunda a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h.

#EuAdotoNoCCZ #GenteBoaAdotaMaisUm

CAMPANHA FEDERAL

A campanha sobre o perigo do uso do celular ao volante conta com outras peças, como “O melhor aluno da sala pode matar”. Um primeiro vídeo divulgado pelo Ministério dos Transportes mostra que quem “espalha amor pelas ruas” também pode causar acidente e matar se não estiver atento ao trânsito.

A campanha foi  feita pela agência nova/sb, que também publicou imagens  em rede social.

Segundo a  Secretaria Especial de Comunicação da Presidência, a campanha é dividida em linhas de comunicação por etapas e que, nesta primeira, o objetivo é chocar e chamar a atenção para atitudes de pessoas comuns  ao volante, mesmo que involuntariamente, e que podem resultar em acidentes graves.

Nos próximos dias deve entrar em vigor a nova fase da campanha, que, segundo a secretaria, “explica de forma mais didática os cuidados para se evitar os problemas ao conduzir veículo automotor”.

De acordo com o governo federal, as mortes no trânsito estão entre as dez principais causas de óbitos no país.

POLÊMICA

Nas redes sociais, a campanha do governo federal divide opiniões. Leia alguns comentários: