‘Queria manter o dia normal’, diz tutor que organizou a última caminhada de seu cachorro

Por Lívia Marra

 Walnut teve uma vida incrível, segundo seu tutor, Mark Woods. Mas a saúde piorou e o cachorro  precisou ser submetido à eutanásia no sábado (12), aos 18 anos. Antes do procedimento, porém, ele foi levado para sua última caminhada na praia.

Woods, no entanto, não esperava que tantas  pessoas aparecessem para se despedir e homenagear Walnut. Dias antes, o tutor havia convocado a caminhada em rede social, com o apelo para que amigos e amantes de animais fossem à celebração no local favorito do bichinho: Porth Beach, no Reino Unido.

“Eu queria manter o dia do Walnut e o meu o mais normal possível. E qual melhor maneira de começar  o dia se não com uma caminhada? Eu nunca esperei que alguém aparecesse, para ser honesto. Eu teria ficado feliz se poucas pessoas fossem, mas quando eu vi centenas de pessoas e cães na praia eu fiquei espantado”, afirmou ao Bom Pra Cachorro.

X

Em sua página, Woods disse que Walnut morreu às 11h56,  em seus braços. A família e os três whippets –Monty, Nelson and Charlie– também estavam no local. “Estou escrevendo porque devo isso a todos que me apoiaram, minha família e, mais importante, Walnut. Obrigado às centenas de pessoas que participaram da caminhada.”

Questionado pelo blog sobre as lembranças que vai guardar do cão, o tutor foi claro: “minhas memórias favoritas são cada dia que eu passei com Walnut”. “Ele foi um amigo muito especial.”