Ambrósio, o cachorro agredido no ES, ganha novo dono

Por Lívia Marra

Ambrósio, o cachorro que foi agredido no ES, já tem novo dono. Ele ficará com Carlos Ambrósio, o biomédico que custeou seus exames e inspirou seu nome.

Segundo a ONG Patas de Rua, que acompanha o processo, o animal já teve alta. No entanto, segundo a ONG, permanece na clínica particular onde é medicado porque será castrado na próxima semana. Depois disso, irá para a nova casa.

Ambrósio é tratado pelo veterinário Marcos Lesqueves desde as agressões. Desde então, começou a se formar uma fila de interessados em adotar Ambrósio –que, antes, se chamava Campeão.

X

AGRESSÃO

O cão foi agredido pela sua então dona. Ele sofreu lesões na cabeça e no olho e tem limitações motoras. Imagens publicadas nas redes sociais mostram o animal preso a uma corda enquanto apanha.

Além dos ferimentos, ele teve diagnóstico positivo para a doença do carrapato e foi submetido a tratamento.

No dia 19 de agosto, cão e a ex-tutora se reencontraram em uma sessão da CPI dos Maus-Tratos contra os Animais, realizada na Câmara da cidade. Na ocasião, a aposentada Cremilda da Silva Conceição admitiu ter cometido um crime, mas disse não se lembrar de que aconteceu.

Questionada pela deputada Janete de Sá (PMN), presidente da CPI, a mulher confirmou ser a dona do animal e afirmou que o espancamento aconteceu porque teve um surto.

O cão foi levado à sessão a pedido de Lesqueves. A deputada disse que ocasião que irá sugerir no relatório final que Cremilda seja condenada a prestar serviços em ONGs.