Acusado de chutar e matar yorkshire prestará serviços comunitários no RS

Por Lívia Marra

O acusado de matar o cão Theo, em abril deste ano em Porto Alegre, vai prestar serviços comunitários por um ano.

A audiência na Justiça ocorreu na quinta (11). Segundo informações do Tribunal de Justiça, o homem cumprirá 20 horas mensais, em local ainda a ser definido.

O tribunal diz que a proposta foi aceita pela defesa e pelo denunciado, Jorge Gilberto Lima dos Santos.

A defesa da dona do cão pediu que os trabalhos ocorram em entidades de defesa dos animais.

THEO

O cão passeava com a dona, Isabel Maciel Cruz, quando foi agredido.

Segundo a acusação, ele foi chutado após fazer xixi em frente a um prédio, no bairro Santana. O animal chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Maus-tratos é crime previsto em lei, com possibilidade de detenção.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do acusado.