Viajar com o cachorro é divertido, mas requer cuidados; saiba alguns

Por Lívia Marra

Se o cachorro é parte da família, nada mais justo que incluir o bichinho na viagem de férias ou fim de semana. Pode parecer tarefa simples, mas isso requer certo planejamento e alguns cuidados.

Praia ou campo, o primeiro ponto para fazer as malas é confirmar se vacinação e vermifugação estão em dia.

Depois, é preciso saber se o destino da viagem oferece algum risco –como a leishmaniose– e se há necessidade de tratamentos preventivos.

“Há o ‘verme do coração’, transmitido por mosquito, que pode ocorrer na praia ou no campo. A prevenção pode ser feita por via oral ou medicamento na nuca. No caso da leishmaniose, a prevenção pode ser feita por coleira ou vacinação. Nesse caso, são três doses. Então, precisa começar a ser feita ao menos três meses antes da viagem”, diz o veterinário Amilcar Silva Junior.

Além de medicamentos, roupinhas podem garantir o conforto dos bichinhos em destinos mais frios.

DURANTE O TRAJETO

Para evitar acidentes e multas, o cãozinho nunca pode ficar solto no carro. Ele deve viajar em caixa de transporte ou com cinto de segurança especial para animais.

Se o bichinho costuma enjoar, seu veterinário pode indicar um medicamento para que o passeio seja tranquilo.

E, no caso de distâncias longas, o motorista deve fazer paradas a cada duas horas.

“É um intervalo que o animal precisa para andar um pouco, descansar”, diz Silva Junior.

DOCUMENTOS

Cachorro também tem ‘documento’, que precisa estar por perto em caso de necessidade. São atestado de saúde e carteira de vacinação.

“Se o carro for parado numa blitz, o policial rodoviário pode pedir o atestado de saúde. O dono precisa estar com ele nas viagens”, afirma o veterinário.

OS PASSEIOS

Nem todo animal está preparado para acompanhar os donos em passeios que costumam aparecer durante as viagens –alguns radicais, como rafting e trilhas.

“Assim como a gente, o animal precisa passar por check-up. Se estiver saudável e se o dono seguir os cuidados, não tem problema. Para o cão, é até melhor ficar perto do dono”, diz Silva Junior.

Cães brincam em piscina
Cães brincam em piscina