Ativistas protestam na China contra festival de carne de cachorro

Por Lívia Marra

Um grupo de ativistas dos direitos dos animais realizou um protesto nesta sexta-feira (10) em Pequim, na China, contra o tradicional festival de carne de cachorro de Yulin.

Os manifestantes exibiram cartazes com que diziam ‘eu não sou seu jantar’ e apresentaram uma petição com 11 milhões de assinaturas pedindo o fim do evento, realizado anualmente.

Neste ano, o festival está marcado para começar no próximo dia 21. Ativistas dizem que cães são roubados de seus donos e abatidos para o festival, segundo a agência AFP.

X

A estimativa é de que mais de 10 mil cachorros sejam servidos a cada ano na celebração, segundo reportagem publicada no ano passado pelo jornal ‘The New York Times’. A publicação diz que a carne de cachorro não é amplamente consumida na China, mas até 10 milhões de cães e 4 milhões de gatos são comidos a cada ano no país, de acordo com os grupos de defesa dos direitos dos animais.